papo de mãe

Torcer ou não torcer na Copa?

10245315_256024974601561_1542916444248503095_n

E ontem foi a Abertura da Copa do Mundo. Qual brasileiro que nunca sonhou com este dia? Uma Copa do Mundo no Brasil? Qual a mãe ou pai que nunca sonhou em poder ir com seu filho no Estádio ver uma abertura, ou mesmo um jogo? Acho que TODAS as mamães e papais né? Na última Copa do Mundo foi quando descobri que estava grávida da Helena! Como o tempo passou rápido né?

Passar um momento inesquecível deste com seu filho deve ser mais que emocionante, deve ser surreal! As crianças são puras, alegres e têm uma energia incrível e além disso elas aprendem muuuito em situações e momentos novos como este! E a Copa era um sonho brasileiro, isso não temos como negar.

Mas, diante da situação política do Brasil, o assunto virou uma grande discussão na internet: torcer ou não torcer para o Brasil na Copa? E como agir, nós, pais e mães, exemplos destes pequeninos que se tornarão grandes brasileiros?  O que a seleção e os jogadores têm a ver com a Política? Política se resolve nas urnas…Enfim vou dividir o que eu passei aqui em casa…

Ando sim, muuuito frustrada com meu país. Acredito que o que hoje o governo nos oferece é muito pouco para o que pagamos de impostos. Os menos favorecidos estão cada dia sendo mais excluídos através de uma política que não lhe oferece uma estrutura para que eles mudem a situação…serviços públicos estão uma catástrofe e a educação não recebe investimento algum (sem educação não temos como mudar!).

Então até ontem, aqui em casa não havia preparação para a Copa. Não havia preparação, mas também não passei a minha filha as frustrações que hoje sinto com meu paiÍs. A Helena têm 3 anos, ela não saberia elaborar os sentimentos de sua mãe e nem compreender sobre política.

Mas ontem, fiz questão de levá-la numa festa, na casa de amigos para ver o jogo. Um ambiente infantil que ela pudesse estar “entre crianças” para torcer e brincar.

O assunto “Copa do Mundo” está na boca das crianças, as escolas estão decoradas, as bandeirinhas em alguns carros e as vuvuzelas sopram ainda tímidas. As crianças querem torcer, querem curtir este momento e foi com base nesta pureza e neste sonho que conversei com meu marido aqui em casa: nós não temos o direito de tirar da Helena o sonho de torcer pelo seu país, de ela pular e gritar com seus amigos, e aprender sobre o esporte.

E por mais que, nós pais e mães, pensemos que o Brasil não está preparado, e que o dinheiro deve ser destinado a outras coisas e lá vamos nós falar de política novamente…. precisamos pensar que esta etapa já foi. Cabe a nós, pais e mães, tentarmos conseguir passar valores bacanas para nossos filhos neste momento e cuidar do futuro deles daqui a alguns meses nas urnas. Quais os valores que podemos aproveitar para passar, alguns deles que eu pensei divido aqui:

  • mostrar para as crianças sobre a importância do esporte, como ele une outras nações
  • explicar que existem outros povos, outros países e culturas
  • ensinar as bandeiras,ligar os países a cada uma
  • ensinar que seu filho faz parte de um país,  e quem sabe um dia ele, acredite em sua força ser capaz de mudar algo.
  • e por fim perceber e compartilhar com seu filho como é gostoso reunir amigos e a família para assistir os jogos, e que estes dias serão únicos e especiais: um evento como este é muito raro de acontecer!
  • “A experiência de torcer para a seleção brasileira, ou simplesmente acompanhar as partidas da Copa, pode contribuir para o fortalecimento dos laços sociais e desenvolvimento de valores como companheirismo, respeito mútuo e noção de coletividade”, comenta o psicólogo João David Mendonça.(fonte folha de SP)

Desta maneira, pais e mães, vamos ser exemplos. Fiquei pensando nas crianças que estavam no Estádio ontem e que escutaram os xingamentos para  Presidente. Qual o exemplo que queremos passar? Imagino o constrangimento de muitos pais ali.

Se queremos um futuro melhor, vamos fazê-lo e ser exemplo é o melhor começo!

Comente!