Sem categoria

Socorro meu filho come pouco!!!!

Desde que criei o IG @primeirascolheradas postei algumas fotos dos pratinhos que preparo para meu filho de 1 ano e 8 meses. E em todos os posts mães e pais comentaram que seus filhos comem pouco e que isso os preocupa muito.

Por isso, fiz uma seleção de pratinhos para ilustrar que meu filho, como qualquer outra criança, come bastante num dia, e pouco no outro e que quantidade é muito relativo.
 
 

Nos dias em que ele está pouco interessado na comida eu não forço, não me chateio, não brigo, não ameaço, não faço negociações. Eu simplesmente tiro ele da cadeirinha de refeição e digo – “tudo bem, não precisa comer se não quiser”. Eu também não substituo por coisas que ele gosta mais ou mamadeiras. Ele já entendeu que aqui em casa as refeições e os lanches são feitos em horários determinados e que se não comer talvez irá sentir fome.

Eu sou mãe de primeira viagem e sem bem como é difícil ver seu filho de estomago vazio, mais aos poucos consegui enxergar essa situação de outra forma. Por isso antes de você se preocupar pelo fato de seu filho ter pulado uma refeição ou até duas, pare e olhe bem para ele(a). Repare como ele(a) cresceu, veja como ele (a) está saudável, como ele(a) está se desenvolvendo normalmente, olhe o sorriso lindo que ele(a) abrirá de volta. Procure também lembrar se em sua última consulta, o pediatra ficou preocupado com o peso o peso do seu filho(a) ou com qualquer questão alimentar .

Toda criança que cresce normalmente come o suficiente. Comer “pouco” ou “muito” não é tão importante assim. Importante é comer alimentos saudáveis e manter uma dieta balanceada. E esse é o grande desafio, pois pais aflitos podem acabar cedendo as vontades dos filhos apenas por uma questão de “não deixa-los de estômago vazio”. E é exatamente ai que mora o perigo.

Crianças são pessoas como os adultos. Tem dias em que estão interessadas em comer e tem dias que estão desinteressadas, ansiosas, concentradas e outras coisas ou simplesmente sem apetite. Um bebê que está prestes a conseguir dar seu primeiro passo não está interessado em mais nada, a não ser nesse momento tão importante em seu desenvolvimento. Uma criança que iniciou ou trocou de escola, provavelmente está apreensiva e ansiosa com as mudanças. Qualquer um, criança ou adulto que não tenha dormido direito irá priorizar suas horas de sono ao invés de seu estômago.

Além disso, crianças passam por muitas fases durante suas vidas e todas elas impactam sua rotina alimentar. Por isso se não soubermos lidar com esses momentos podemos passar uma mensagem errada para nossos filhos, transformando as refeições em momentos de pura tensão. Por isso que algumas crianças acabam entendendo que comer é algo que vai muito além de simplesmente saciar a fome, e esses “traumas” estão diretamente ligados a obesidade e a má nutrição infantil.

Então minha dica é RELAXE!!! Acredite, tudo ficará bem mais fácil e leve, e quem sabe seu filho(a) passe a comer um pouquinho mais quando perceber que isso já não é mais tão importante para você. Ele(a) terá que achar uma outra maneira de chamar sua atenção.

Comente!