Sem categoria

Sobre instinto de mãe…

Oi Mãe, Segue seu instinto. Hoje vou contar dos meus….

Ontem acordamos atrasadas, eu e Helena para irmos ao clube. De manha aqui em casa o negócio é lento. (pelo menos para mim rs). Eu não acordo cedo, e quando preciso acordar sempre fico naqueles minutinhos rs.

Helena já é mais elétrica, mas ainda assim tem seu tempo para as coisas. Toma o leitinho, vê um pouco de desenho…ai levanta.

E então neste dia tínhamos compromisso, e já estávamos atrasadas e com uma amiga nos aguardando (OMG!),  então coloquei uma roupa na Helena, e na saída de casa me questionei: levo ou não um casaco para ela?

Todos a minha volta disseram “magina Ana, está calor” – e eu não levei. Fiquei no carro até o clube pensando no casaco, que deveria ter pego. E muitas vezes eu acabo muitas vezes absorvendo o que os outros dizem…e fui, ainda insegura de que deveria ter saído com um casaco para minha filha. o filho da minha amiga, também não estava levando, e ela tentando me tranquilizar…

Comecei falando sobre instinto né? E nao deu outra: chegamos no clube, já no estacionamento Helena reclamou de frio.

Aqui o post nao é para julgar quem leva ou não casaco, quem é a mae mais preocupada ou nao, mesmo porque para mim esta história nao existe. O que eu quero falar aqui é que, a gente conhece nossos filhos. E como nós, eles tem suas diferenças.

Realmente o filho da minha amiga não sentiu frio nenhum, mas a minha sentiu. Confesso que a história que conto aqui foi um “nada demais”, mas já não é a primeira vez que me pego questionando as minhas atitudes e cuidados em comparação com outras mães amigas.

A gente vem com uma culpa no coraçao né? Pariu ela tá lá, e o medo de estar fazendo certo ou errado vem junto. A tal da insegurança.

E ela é a pior inimiga da maternidade sabia? Confiar no instinto de mãe faz bem.

Não se compare com as atitudes das outras mães, elas cabem e servem para elas, no dia a dia delas. Não as julgue.

E siga acreditando na sua maternidade. Eu é que deveria ter levado casaco para minha filha, porque a conheço e sei que é friorenta como a mãe aqui, passa uma brisa e ela tá lá, com frio. E então ao invés de escutar os outros, deveria ter me escutado.

O conselho da minha amiga foi ótimo, e feito com o maior carinho, mas eu sabia que deveria seguir o meu instinto.

E as vezes confesso que fico com vergonha dele sabe? E por isso acabo cedendo para os outros. Aquela história de achar que talvez estejamos fazendo errado porque o vizinho faz diferente?

Mas famílias tem educaçao, estilos de vida diferentes.

É preciso acabar com verdades únicas.

E acreditar mais em maternagens únicas. cada amor de mae é unico. Cada filho é único.

Vamos acreditar mais em nossos poderes e nossos instintos?

Se achar que devo levar casaco, mesmo em um dia quente, vou levar. Pode ser que esteja errada, pode ser que esteja certa, nao importa. O que importa é seguir o coração. Que a culpa vai embora!!!

ana_helena-4

fotografia: Valentina Barreto

 

 

 

 

1 Comentário

  1. helen

    24/07/2015 at 01:31

    lembra q eu te disse q não conheço mae mais top q vc???? pois é amiga. escute sempre seu coração. nosso cordão não é cortado!!!!

Comente!