Baby, COLO, maternidade, papo de mãe

O poder do COLO

Saiu há poucos dias uma reportagem no NY Times que eu entendi mais ou menos como “o poder do abraço” do aconchego e do colo.
O artigo que achei super interessante (se quiser ler o original em inglês só clicar no link acima) diz que foi provado cientificamente que os batimentos cardíacos de um bebê diminuem quando são carregados no colo por suas mamães. Quase que imediatamente.
Para mim, que sempre fui a favor de muito colo e amor até os 6 meses, comemorei. Nunca achei que fosse manha destes pequeninos de até 6 meses, e aqui em casa eu sempre corria quando Helena chorava. Nunca deixei-a chorando no berço!
E assim entendo: somente o que estes nenês querem é se sentirem protegidos.
O artigo diz que as “NOVAS” mamães aprendem esta “técnica rapidamente” pois a consequência deste comportamento ( carregar no colo) é “o parar de chorar” e assim ela é logo respondida (em bebes 3 segundos após serem carregados o choro cessa)então… o comportamento das mamães se repetem!
A gente aprende rápido que o colo para o choro não?
Mas o artigo vai além: diz que a “calmaria” após o colo, abraço, acalento, é rapidamente respondida no comportamento por diversas respostas dos sistemas nervoso, motor e cardíaco.
O que podemos levar desta nova informação é: neste primeiro momento precisamos entender que o choro vai além de “manhas”. Quando nascem a única forma de se comunicarem é através do choro, se não forem atendidos terão eles corajem de se expressarem? Porquê principalmentea pesquisa foi feita com nenês de menos de 6 meses e os de até 3 meses foram os que MAIS se acalmaram (responderam) a esse contato materno.
Criança segura chora menos! Criança segura é mais calma!
E ainda mais interessante neste artigo é que este processo não ocorre só com os humanos, os filhotes de leãozinhos também relaxam quando são carregados por suas mamães pela boca…( eles fecham os olhinhos e ficam todos molinhos…) – não somos os únicos mamíferos a respondermos desta forma a este comportamento.
E para deixar as vovós felizes, este processo pode ocorrer também com os avós, e papais.
E vamos combinar gente? Tem horas que só um colo, um abraço que nos acalma não é mesmo?
Leoa-e-Filhote-de-Leao
imagem: google

Comente!