dicas, dicas de mãe, maternidade, papo de mãe, papo de mulher

Dicas para contratar uma empregada

DICAS EMPREGADA

As mamães sofrem hoje a procura de uma pessoa de confiança e bacana para ajudar nas tarefas de casa e do dia a dia. A cada dia que passa as mulheres se ocupam de mais atividades e o tempo se torna mais curto para cuidar de tudo e da casa. O dia a dia é corrido demais e ter um “braço direito” em casa, alguém que a gente confie ajuda muito!

Mas a verdade é que este “braço direito”, a ajudante ou secretária do lar, está difícil de ser encontrada. Encontrar uma destas, tornou-se uma missão bem difícil. Mas não impossível!

Para ajudar muitas mamães que estão nesta busca, vou dividir algumas dicas de como realizar a entrevista.

A primeira das dicas é: busque indicações. Procurar primeiro em sua rede de contatos pode trazer boas surpresas.

Peça a candidata, indicada por uma amiga ou não, uma cópia de seu RG ( ou lembre-se de tirar na hora ma cópia com autorização da mesma). O RG é imprescindível para a checagem dos antecedentes criminais da candidata.

O que eu quero alertar aqui é que eu já tive más surpresas mesmo com indicações que me pareciam super confiáveis. ( já fui roubada por uma indicação muito próxima!) Portanto hoje eu jamais deixaria de checar as informações antes de contratar alguém. Fica o alerta para vocês!

Em seguida cheque se a candidata tem os seus documentos em ordem, se a carteira de trabalho dela está OK.

Checar estas duas informações são o ponto chave se você deverá seguir com a entrevista ou não.

Rolou? Deu certo? Com todos os documentos em ordem vamos fazer a entrevista para conhecer melhor as qualidades da candidata a nossa “salvadora do lar” rs

1 – Procure saber a sua escolaridade: pergunte até que ano na escola ela estudou.Perguntar se ela consegue deixar um recado, ou ler uma receita que você precise que ela faça também é importante.

Vamos agora saber “o quanto” ela pode nos ajudar, sua confiabilidade e idoneidade.

Pedir outras referências além de cartas de recomendação. Ligar para uma “ex-patroa” é mais que essencial. Mas não também 100% confiável. Mas vale sempre questionar o porquê de sua última saída.

Perguntar também a ex-patroa sobre os hábitos também darão dicas de como ela poderá se portar na sua casa….se chegava pontualmente, se faltava ou não, se usava muito o telefone…

Peça a carteira de trabalho: a carteira dela é o melhor indício para você saber se ela é constante ou não. (aquelas que pipocam de casa em casa não rola rs!)

Outro ponto importante é a aparência da candidata: 1. Reparar nas unhas (se estão curtas); se o cabelo está arrumado: uma boa aparência pode contribuir também.

Algumas sugestões de perguntas que você pode fazer na entrevista!

* Há quanto tempo você trabalha como doméstica?

* Quais lugares que você já trabalhou que haviam crianças? Quais as idade das crianças quando você entrou no emprego?(nesta hora é bacana perceber se ela pareceu ter carinho com as crianças que cuidou)

* Pergunte como era a rotina nos últimos empregos, sentir como ela lidava e encarava o trabalho também lhe dará boas referências de suas preferências de serviços a realizar: prefere passar roupa, limpar, cozinhar…

* Vale sempre perguntar o porque saiu dos antigos trabalhos. Ver como ela “encara” a saída!

*`Perguntar se ela fuma ou bebe também é muito importante.

* Pergunte também se possui ou se já teve algum problema de saúde.

* Pergunte o salário que ela recebia antes e qual o salário que ela pretende receber.

* Perguntar os horários de chegada e saída e checar se batem com os que você precisa.

* É bastante importante colocarmos a importância da responsabilidade: ser franca e dizer que atrasos e faltas só serão admitidos em situações urgentes e sérias. Se estamos buscando uma pessoa que seja uma “braço direito” é imprescindível que coloquemos esta questão desde o início.

* E por fim pergunte sobre sua vida pessoal, um bate papo perguntando se ela é casada, se tem filhos, se tem namorado,  onde mora. Deixe que ela fale, escute mais.

Se ao final a candidata preencher os requisitos, nos primeiros meses seja paciente. Trate- a com respeito.

Aqui em casa eu acho que na maioria das vezes “dei sorte”, mas as minhas funcionárias são tratadas com muito carinho. E acho que a relação que tem a base no respeito têm grandes chances de ser mais duradoura!

Boa sorte!

Espero que estas dicas ajudem bastante a procura de vocês mommys!

beijos

Ana

(me segue lá no instagram: @mommyslifestylebr)

Comente!