beleza, fashion mom, papo de mãe

A vaidade na maternidade

Eu sou super vaidosa, sempre fui (muito inclusive). Mas confesso que depois de ser mãe, principalmente nos dois primeiros anos da Helena, esta vaidade passou um pouco longe… era difícil conseguir olhar para mim, tendo uma bebê que necessitasse de minha atenção 100% do tempo. Não me julgo, e me dou meus direitos, não me arrependo. Naquele momento, a vaidade e me sentir linda não era essencial. Não me fazia (tanta) falta.

Mas aos pouco a gente vai se redescobrindo né? Os filhos crescem e a gente vai voltando a se entender, ter aquele tempo de volta, de se olhar no espelho e vai se reisignificando novamente: “pois é, sou mãe! Mas posso sim ser mulher e linda também”!

Me lembro muuuito bem que, poucos meses depois de ter a Helena fui ao salão fazer as unhas. Sempre fui de pintar de vermelho e cores mais descoladas. Mas ali naquele momento, pensei: “nossa agora sou mãe – mãe só passa clarinho”. E fui, passei somente esmaltes clarinhos por quase 2 anos. No máximo uns “rosados”.

Então, voltando ao se “ressignificar”  de hoje, já consigo passar um esmalte mais escuro naturalmente de novo. Já consigo me arrumar e ter vontade de estar bonita de novo…para mim e também para o meu marido. E mais, consigo ver como foi importante este processo de “deixar a vaidade de lado” e “voltar a me encontrar”. Importante porque? Porque acredito muito na importância de se respeitar. Entender e aceitar o momento em que se está vivendo.Julgar-se menos, sofrer menos. Não amargurar-se do que perdeu, e sim entender como uma mudança, que pode ser breve ou longa, que pode ser definitiva ou somente trazer alguns conhecimentos. Conhecimentos sobre você mesma: no meu caso consigo entender que eu precisei “me deixar de lado, para olhar a Helena” – um processo que para mim foi super importante. Eu amadureci MUITO com isso. Me tornei menos egoísta, me tornei mais mulher, mais independente e confiante.

Mas este pensamento todo aí em cima, que HOJE parece tão natural para mim, precisou de um tempo para ser entendido e absorvido. Precisou-se de quase 3 ANOS.

Por isso eu sempre digo para minhas amigas mamães recentes e grávidas, e hoje para leitoras aqui do blog: tenham calma, aos poucos as “coisas” voltam ao normal, se encaixam, se acertam…e você vai se entender novamente. Vai se reencontrar novamente ou vai ser alguém melhor, muito melhor daqui pra frente.

E aqui estou, com minha filhota, me redescobrindo, me reencontrando. De batom vermelho no último Natal. _DSC5594

Por que mãe também pode usar batom vermelho né?

BATOM VERMELHO MAMAE VAIDADE

Comente!