mamães, toddlers

10 coisas para não falar ao seu filho: e não deixar os outros falarem!

Recebi este email e achei super bacana, pois concordo 100%! (ainda não consegui descobrir o autor/autora para dar os créditos, mas assim que souber eu identifico!)
Mas ele é muito REAL!!!
Precisamos controlar nossas palavras quando temos filhos, pois eles dependem e acreditam 100% em nós.
mom-hugging-daughter

Aqui vai a dica então de coisas que não se deve falar para as crianças ou na frente delas!

1. Não rotule seu filho de pestinha, chato, lerdo ou outro adjetivo agressivo mesmo que de brincadeira. Isso fará com que ele se torne realmente isso.

2. Não diga apenas sim. Os nãos e porquês fazem parte da relação de amizade que os pais querem construir com os filhos.

3. Não pergunte a criança se ela quer fazer uma atividade obrigatória ou ir a um evento indispensável. Diga apenas que agora é a hora de fazer.

4. Não mande a criança parar de chorar. Se for o caso pergunte o motivo do choro ou apenas peça que mantenha a calma, ensinando assim a lidar com suas emoções.

5. Não diga que a injeção não vai doer porque vai doer. A menos que seja gotinha diga que será rápido ou apenas uma picadinha, mas não o engane.

6. Não diga palavrões. Seu filho vai repetir as palavras de baixo calão que ouvir.

7. Não ria do erro da criança. Fazer piada com mau comportamento ou erros na troca de letras pode inibir o desenvolvimento saudável.

8. Não diga mentiras. Todos os comportamentos dos pais são aprendidos pelos filhos e servem de espelho.

9. Não diga que foi apenas um pesadelo e mande voltar para a cama. As crianças tem dificuldade de separar o mundo real do imaginário. Quando acontecer um sonho ruim, acalme seu filho e o leve para a cama fazendo companhia até dormir.

10. Nunca diga que vai embora se não for obedecido. Ameaças e chantagens nunca são saudáveis.
Devemos sempre lembrar que somos exemplos para nossos pequenos e as nossas atitudes terão um impacto muito forte na formação de sua personalidade.
Este post me lembrou muitas aulas que eu tive na faculdade (eu estudo psicologia) em que discutimos este assunto e até no dia a dia. Por isso eu achei tão importante compartilhar aqui no blog, educação é um tema que eu amo ler e estudar e quero cada vez mais compartilhar e discutir aqui com vocês.
Aqui no prédio aonde eu moro tem bastante gêmeos e normalmente os pais e a babá sempre classificam “ah, a fulana é mais calminha”, “já a irmã e muito mais agitada” ( o que é muito normal sim), já que temos nossas percepções, mas devemos ter cautela ao falar perto deles.
Esta é a principal dica: atenção aos pequenos!!!
Um super beijo!
Ana

Comente!