Baby, bebês, Canal AlphaMães, crianças, de mãe para mãe, desenvolvimento infantil, dicas de mãe, educação, kids, mamães, papo de mãe

Seu filho é grudento? Ele pode ser um High Need

Hoje eu e a Ana fomos até São Paulo e tanto na ida quanto na volta falávamos das dificuldades do educar e dos desafios da arte do maternar.

 

Nós sabemos que muitas mamães e papais têm problemas diferentes na diversas etapas de nossos filhos. Uns na amamentação, outros no sono, alimentação, convívio social, enfim, a cada etapa, uma nova dificuldade e milhares de experiências.

 

E é exatamente isso que queremos, dividir as nossas experiências com vocês. Hoje o tema foi filhos que são mais grudentinhos. Como lidar com eles, como disciplinar alguém que quer tanto sua companhia até mesmo de madrugada, como se separar para continuar as atividades do dia dia, como nao morrer de dó de deixa-lo chorando enquanto vai só até o mercado?

 

Pois é, alguns bebês exigentes se tornam crianças ainda mais exigentes e nos matam de preocupação. Para esse tipo de comportamento existe um termo chamado High Need.

 

O termo geralmente é usado para sinalizar uma fase dos bebês até uns 3 anos, mas crianças maiores também podem ficar mais tempo dentro desse processo de maior necessidade dos pais.

 

Vários pais se desesperam porque acabam sendo dominados por essa “alta necessidade” e sem saber como lidar chegam a exaustão.

 

No livro No Drama Discipline os autores listam diversas estratégias para lidar com crianças de todos os perfis e estabelecer uma dinâmica familiar saudável. O livro auxilia Pais a identificar uma filosofia de disciplina ideal para cada família e criar os melhores métodos para transmitir as informações que acham importantes.

 

Usualmente, as crianças de alta necessidade solicitam mais, mas por outro lado também dão mais de si. São crianças altamente sensíveis, pensativas e com nível de utilidade avançadas (são extremamente solicitas).

 

Eu mesma, sou uma adulta high need. Se me deixasse “ao natural”, obviamente faria tudo grudadinha a alguém. Porém, conforme vamos crescendo vamos nos tornando independentes e acabamos descobrindo que a solidão não é um bicho papão (eu nem tanto, hahahhaha) e momentos a sós são agradáveis e necessários.

 

Hoje posso dizer que sou o tipo de adulto adaptado. Me moldei ao que é mais “normal”, mas me super identifico com bebês e crianças High Need. Tenho consciência que pelo menos uma de minhas filhas vai ser High Need pra sempre, e muito provavelmente meu caçula também.

 

Pouco antes o bebê estava também grudado. Trabalhar em casa é sempre assim. Mesmo “ocupados” eles exigem minha presença. Ate topam me deixar trabalhar, mas só se for assim.

 

Obviamente, meu relato deve servir apenas como uma reflexão porque adultos ou crianças têm necessidades diferentes. Não existe um modelo padrão assim como na vida adulta também somos muito diferentes e nada adianta estabelecer um molde.

 

Porém, é muito importante que se faça uma interpretação real do que pode ser apenas uma característica de um problema de dependência emocional que precisa ser diagnosticado e tratado.

 

Seguem 7 características para identificar uma crianças HIGH NEED:

 

  • Necessidade de contato físico frequentemente
  • Demanda de atenção constante
  • Muito enérgico em tudo
  • Constantemente em atividade
  • Dificilmente senta e foca em alguma atividade única
  • Não gosta de se sentir “preso” não gostam de ser abraçado com força, e não suportam a cadeirinha do carro
  • Normalmente não se encaixa na rotina de alimentação

 

Clique na foto abaixo e assista nosso VLOG – um bate papo sobre crianças High Need

 

 

Comente!