Dificuldades em educar seu filho? Saiba como e quando a orientação de pais pode ajudar.

Dificuldades em educar seu filho? Saiba como e quando a orientação de pais pode ajudar.

Se você sente, em algum momento, dificuldade em educar seus filhos, você não está sozinho. Essa é, sem dúvidas, uma das tarefas mais difíceis da vida. São tantas decisões, fases, tantas maneiras diferentes de lidar com aquele comportamento indesejado, que os pais se sentem perdidos. A boa notícia é que existem psicólogos especializados em orientação de pais e podem, e muito, ajudar nesse caminho.

Na maioria das vezes em que os pais estão com algum problema com os filhos, eles me procuram para que a criança faça terapia, mas em boa parte dos casos, trabalhar com os pais traz um retorno mais rápido e duradouro. Isso não significa que tudo seja culpa dos pais, como muitos acham, significa apenas que os pais tem o poder de mudar o contexto que possa estar originando determinada atitude.

A ideia é ajudar os pais a entenderem o que está por trás daqueles comportamentos (fase de desenvolvimento, dinâmica familiar, erros na educação) e, a partir disso, dar ferramentas para que possam intervir de forma efetiva. Muitas dessas ferramentas seriam as usadas em consultório com os pequenos, mas, uma vez que a intervenção não se resume a 1 hora semanal, o resultado é imensamente melhor.

Outra vantagem importante é que quanto mais preparados os pais estão, menos dificuldades terão em lidar com outros problemas que virão no caminho.

Por todas essas vantagens, há uma crescente tendência dos psicólogos optarem pela orientação de pais ao invés da terapia com a criança. Vale lembrar que há casos em que o mais indicado é que a criança passe por um profissional, mas na grande maioria das vezes, não é necessário. O psicólogo deve fazer uma avaliação inicial e direcionar os pais.

Outro ponto importante é que ainda se tem a ideia de que só se deve procurar ajuda de um psicólogo quando os problemas estão graves. Em nenhuma outra área da saúde fazemos isso.  Nas demais áreas, não só procuramos um profissional para pequenos problemas, como já trabalhamos há tempos com prevenção. Se fossemos comparar, é como se só procurássemos um dentista quando o dente do nosso filho está quase caindo por uma cárie. Então por que esperamos tanto para procurar um psicólogo?

A orientação de pais pode funcionar sim para problemas pequenos. Aquela ideia de anos de análise já não é a referência de terapias há tempos. Hoje já se trabalha com sessões pontuais, terapias de curto prazo e que trazem resultados muito significativos.

Os pais podem procurar a orientação em 3 casos:

– Ajudar com dificuldades no comportamento dos filhos ou dinâmica da família.

– Ajudar os pais a encontrarem os profissionais adequados para a demanda trazida (psiquiatra, neurologista, se é caso de algum tipo de avaliação).

– Prevenção. Pais Positivos é um projeto desenvolvido por mim em Chicago que usa as ferramentas da Psicologia Positiva para desenvolver nos filhos as habilidades mais relacionadas à satisfação de vida e bem-estar como: gratidão, autocontrole, autoconfiança, empatia e outros.

Se você está na dúvida, procure um profissional. A orientação de pais é uma ferramenta valiosa e pode ajudar muitas famílias.

Sobre o autor

Carol Kherlakian

Psicóloga especialista em Psicologia Positiva. Apaixonada por trabalhar com mães e famílias. Moro nos EUA e levo, através dos atendimentos online, todo o conhecimento da Psicologia Positiva pro Brasil. Mãe de duas princesas, Isabella (5), Melissa (1). Pra mais dicas, me sigam no face e insta carol.kherlakian

Quem somos

O Alphamães traz a proposta de reescrever o paradigma da “mãe perfeita”.

Com honestidade e humor, Ana e Helen comentam os retratos irrealistas da maternidade que são frequentemente apresentados em todas as mídias sociais e tradicionais.

Artigos Recentes

Instagram

Rolar para cima